Search
Close this search box.

Tocas

bola quadrado

Concerto-manifesto
Maiores de 3 anos
Duração: 45 min.

Escuta: eu toco, tu tocas, nós todos precisamos de uma toca e de toque. Onde estão eles?

Tocar um instrumento lançando um som invisível pelo ar que toca nos ouvidos de quem escuta. Estás a ouvir? 

Devolves este toque com palmas, que são como festas para quem toca. Somos todos tocadores e ouvintes. Mas onde?

Tem de haver tocas para todos, uma toca para cada pessoa existir nela. Sem medo nem frio. Cantar, dormir, comer e amar. Onde está a minha tocaaaaaaaa?

TOCAS é um concerto a dois que procura rituais, actos simbólicos, intuições e outras fruições. Para falar, sem palavras, da nossa necessidade e do nosso direito a termos todas as pessoas uma casa e muito carinho. Uma toca e muitos toques.

Dois músicos-performers estão no meio do público, abolindo o dentro-fora. O palco-plateia. Toda a gente partilhando a mesma toca, protegendo-se e cuidando uns dos outros. Lá fora pode chover ou fazer frio mas aqui estamos quentinhos e a fazer por estar bem. Temos direito, não é?

Uma cenografia leve envolve músicos e públicos, pequenos, desde os 3 anos até… não sabemos. Todos os públicos.

Microprojecções vídeo transformam o espaço, os instrumentos e os objectos-sonoros – uma bateria, uma pinha, uma kalimba, um balde, água; uma cabaça, um didgeridoo, uma harmónica, uma melódica, alguma electrónica e vozes – iluminam o encontro de um percussionista-compositor com um músico-performer.

Partimos do som mas estamos também a falar de nós e daquilo que queremos para as nossas vidas: muitos toques dentro da toca.

Estreia prevista para outubro/2024

Ficha Técnica e Artística

Direcção artística António-Pedro e Caroline Bergeron

Criação e interpretação António-Pedro

Cocriação e interpretação Alban Hall

Encenação Caroline Bergeron

Figurinos Ainhoa Vidal

Cenografia Sara Franqueira

Produção Caótica